Nível de atrito da corda no freio, relacionado ao peso do praticante e outras variáveis durante o rapel 3


ESTE TEXTO TRATA-SE DE UM ESTUDO REALIZADO PELO LIGA RAPEL COM O OBJETIVO DE MOSTRAR AOS PRATICANTES UMA COMPARAÇÃO SOBRE O ATRITO GERADO NO FREIO EM DIVERSOS PONTOS DE UMA DESCIDA. NÃO POSSUI EMBASAMENTO CIENTÍFICO.

Pouco se fala no cenário vertical sobre a força que deve ser exercida pelo praticante ao segurar sua corda durante um acesso por corda (exceto por freios auto-blocantes).

Sabe-se quem o atrito gerado no freio por uma corda, será variável de acordo com o peso do praticante, peso da corda abaixo do freio, maleabilidade da corda, tipo de freio utilizado, dentre outros.

Este atrito pode aquecer pouco ou muito um freio. Freio hiper-aquecido pode causar danos à corda.

O Liga Rapel juntou alguns fatos, que ajudarão você a compreender o nível de atrito que será gerado em sua corda de descenso. Para isso, foi necessário a criação de um ranking comparativo para que você possa visualizar os níveis.

Alguns fatos:

1 – Quanto maior a corda, mais pesada ela ficará abaixo do freio.

2 – Quanto mais pesada a corda, maior será o atrito gerado pela mesmo no freio.

3 – Quanto mais o praticante descer através da corda, mais leve a corda ficará.

4 – Quanto mais leve a corda fica, menos atrito ela irá gerar no freio.

5 – Quanto menos atrito gerado no freio, maior será a força mecânica exigida ao praticante para efetuar o descenso.

Fórmula de cálculo do ranking (apenas parâmetros, não possui conversão de força, energia, gravidade, etc):

CONSIDERAR: VELOCIDADE CONSTANTE.

(((Peso da corda por Bitola+Tamanho da Corda)+(Peso do Praticante/2))/10)-0,85 = X

Ranking comparativo:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 pensamentos em “Nível de atrito da corda no freio, relacionado ao peso do praticante e outras variáveis durante o rapel